Saúde Financeira: vamos cuidar da sua?

Você sabe o que é saúde financeira?

Saúde financeira se refere à gestão de finanças. Como cuidar e fazer o dinheiro render mais é uma grande dúvida para muitas pessoas.

Aplicar o dinheiro? Deixar guardado embaixo do colchão? Investir em um plano de aposentadoria?

Estes são alguns dos questionamentos mais comuns que podem ser discutidos dentro das empresas e que valem tanto para a vida pessoal do profissional quanto para a relação de cuidado e controle que o mesmo deve ter com as finanças da empresa – mesmo que o setor deste funcionário não tenha relação direta com o financeiro.

O endomarketing.online preparou este artigo contando algumas dicas para deixar a sua carteira mais recheada com pequenas ações de planejamento, previsão de gastos e busca por economia na hora das compras. Abordamos o assunto do ponto de vista da empresa e porque é importante que a área de Recursos Humanos trabalhe este tema com os funcionários.

Boa leitura!


Saúde Financeira

Saúde financeira não está diretamente relacionada a bens materiais ou muito dinheiro.

O conceito de saúde financeira busca fazer um estudo de comportamento do consumidor, relacionando diretamente sua jornada de compra aos seus hábitos e costumes e indo muito além de um simples planejamento ou de uma análise de poder de compra.

Permitir que você tenha uma vida mais tranquila, sem tanto estresse e com momentos em que é possível ter e consumir além do básico sem criar dívidas é o verdadeiro significado de saúde financeira.

Cuidar do dinheiro deve ser um motivo de alegria e não uma dor de cabeça, mas, nem sempre é tão fácil assim.

Em muitos casos, quando a saúde financeira não vai bem, a saúde emocional acaba sendo afetada também.


Saúde Financeira x Saúde Emocional

Pode até não parecer em um primeiro momento, mas a sua saúde emocional está diretamente ligada à sua saúde financeira.

Explico: lidar com dinheiro não é uma tarefa fácil e muitas pessoas têm dificuldades em entender seus limites e aproveitar seu dinheiro da melhor forma possível.

Com a economia instável e os altos impostos, nem sempre é fácil se manter sem dividas, afinal, o salário do brasileiro e, consequentemente, seu poder de compra parecem ser sempre uma conta que não fecha.

Em função disso, muitas pessoas começam a sentir medo de não conseguir dar a volta por cima. Essa preocupação com as contas no fim do mês afeta a saúde das pessoas, causando ansiedade, perda de sono, falta de apetite, mau-humor, estresse e anseios.

Atenção: estes sintomas de preocupação excessiva com dinheiro não devem ser nunca vistos como um mero capricho ou drama sem motivo. Afinal, as pessoas dependem de dinheiro para viver e isso é motivo suficiente para desencadear algumas reações.

A sua saúde mental importa e por isso o ideal é procurar entender porque a sua saúde financeira é importante para você e fazer a análise de quais são seus pontos fortes e fracos, ou seja, o que você precisa melhorar ou potencializar para, enfim, conquistar suas metas e objetivos e ainda estar numa relação de tranquilidade com seu bolso.

Nestes momentos de insegurança, a confiança no trabalho e nos colegas pode ser de grande valia. Empresas que dispõem de psicólogos ou algum outro profissional responsável pelo bem-estar dos seus profissionais devem incentivar conversas sobre este assunto.


Dicas de Saúde Financeira

Ter uma saúde financeira estável em meio ao caos que vivemos é sempre um desafio. Mas, totalmente possível.

Listamos abaixo algumas dicas sobre limites e possibilidades que devem ser aplicadas por qualquer um que deseja melhorar seus hábitos e ver o seu próprio dinheiro render.

Seja organizado e preveja seus gastos.

Anote todas as suas rendas e seus gastos em uma planilha. Desta forma, com os números expostos, fica mais fácil visualizar quais são os maiores gastos e onde é possível fazer economia.

Uma dica: faça uma planilha mensal já com os gastos fixos previstos. Assim, nada escapa do radar e fica mais fácil ainda se organizar.

Estipule Metas.

A cada semestre ou início de ano, faça um planejamento das suas metas e objetivos que envolvam despesas. Assim você consegue esquematizar seus gastos já considerando uma prévia de possíveis extras. Pode ser a troca de um eletrodoméstico, uma viagem ou até objetivos de gastos menores como, por exemplo, reduzir os gastos com gasolina do carro ou outra forma de transporte.

O endomarketing.online preparou um calendário especial para o novo ano que se inicia e assim fica muito mais fácil organizar as finanças.

Pesquise e economize.

Você deve sempre procurar pelas melhores ofertas. Para isso, antes de fazer uma compra, pesquise o preço em pelo menos três lugares para ter um comparativo e lembre-se de levar em consideração as condições de pagamento também.

Quer Dicas para Redução de Custos na sua empresa e também na vida pessoal? Clique aqui e confira.

Cheque especial? Nem pensar!

Tente evitar ao máximo usar o limite do cheque especial ou aderir ao pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito. Essas alternativas são tentadoras quando o dinheiro está apertado, mas são armadilhas para você acumular dívidas e ficar preso aos juros dos bancos e outras instituições de crédito.

Faça seu dinheiro render!

Não deixe seu dinheiro guardado embaixo do colchão. Sempre que sobrar um dinheiro, procure aplicar o valor de alguma forma para que tenha rendimentos. Por mais baixos que sejam os juros de rendimento, é mais válido do que deixar seu dinheiro parado. E atenção: ao fazer uma aplicação, seja ela qual for, deixe seu dinheiro rendendo pelo tempo necessário para não perder o valor em taxas ou multas.

 


Saúde Financeira e Recursos Humanos

Cuidar e fazer o dinheiro render ainda é um grande desafio.

A área de Recursos Humanos dentro das empresas pode ter um papel fundamental na vida financeira dos funcionários se estiver disposta a abraçar a causa.

Com o objetivo de desenvolver as habilidades relacionadas ao controle de dinheiro e ensinar formas de aplicação, a empresa pode promover cursos de capacitação pessoal para que os profissionais aprendam a gestão das suas próprias finanças.

O ideal é que essas ações sejam pensadas com antecedência e que já façam parte do planejamento de endomarketing do ano.

Vale incentivar aplicações em instituições bancários, adquirir bens que possam ser vendidos no futuro, investir em previdência privada ou em planos de aposentadoria.

Com palestras e bate-papos sobre saúde financeira, a sua empresa incentiva a equipe a cuidar do próprio dinheiro e também ensina a importância do planejamento e do controle de gastos dos setores internos da empresa. Incentive a sua equipe a também fazer a diferença na redução de custos da empresa.

A saúde da empresa passa pela gestão financeira, mas com conhecimento e incentivo todos podem contribuir fazendo a sua parte.


Conclusão

Agora que você já sabe o que é saúde financeira, esperamos que você aplique os conhecimentos aqui adquiridos como um incentivo para a sua relação com o dinheiro.

Ter o controle de todos os gastos permite um melhor planejamento para adquirir novos bens no futuro. Só assim é possível enfrentar a vida com mais leveza e sem tanta preocupação com dinheiro, afinal, você tem tudo anotado.

Ninguém consegue controlar totalmente o seu dinheiro e fazer previsões que serão 100% realizadas, porque não podemos ter controle de tudo. Imprevistos e mudanças de planos acontecem, mas com saúde financeira isso passa longe de ser um problema.

Cuidar do seu dinheiro é um dever, sim. Mas pode ser um dever muito divertido quando você passa a enxergar os benefícios que essa prática traz.

Acesse o Líder Comunicativo e conheça a campanha de Educação Financeira.

Conta pra gente nos comentários como você se organiza e o que mudou na sua vida depois de saber controlar o seu dinheiro 😉 Estamos curiosos!

 

assine o líder comunicativo e tenha campanhas de endomarketing prontas