Mãe, a primeira lição de liderança

Mãe, a primeira lição de liderança

Mãe não é tudo igual.
Mas é a primeira lição de liderança.

Também não existe essa mãe perfeita, idealizada pela publicidade, cheia de amor pra dar sem esperar nada em troca.

 

Mãe é um ser humano como qualquer outro, que cresce e se desenvolve conforme a vida apresenta desafios. A diferença é que o desafio de criar um filho (ou vários) é enorme.

 

Assim, natural que o ser humano mãe desenvolva habilidades específicas, algumas acima da média. Não precisa nem pensar muito a respeito para perceber que algumas dessas habilidades são perfeitas para o papel de líder. Vamos falar de três exemplos:

 

Empatia: mãe sabe tão bem o que o filho sente que sente a mesma coisa. No ambiente de trabalho, a empatia é essencial para lidar com a equipe de forma individualizada, tratando cada membro como único.

Feedback constante: nada de deixar pra depois. Com mãe o feedback é na hora, seja negativo ou positivo. Um líder sabe dar e receber feedback, porque entende como essa ferramenta é essencial para o crescimento dos profissionais.

Motivação: ver o filho crescer e se desenvolver é a maior alegria de uma mãe. E deve ser a maior alegria de um líder também. O líder verdadeiro vê seus subordinados como futuros substitutos, porque sabe que para crescer precisa ter quem ocupe seu lugar.

 

Líder não tem que ser mãe nem pai dos colaboradores, mas vale a reflexão: Você tem essas habilidades? Pratica no dia a dia?