Influenciadores e Endomarketing: saiba mais!

É possível ter influenciadores na comunicação interna?

 

Atualmente o termo “influenciador” tem sido bastante usado no meio digital para designar aquelas pessoas que através das suas postagens, vídeos e outras formas de comunicação tem o poder de influenciar seus seguidores nas redes sociais, seja em estilo de vida ou até comercialmente, influenciando nas compras e na relação do seu público com marcas específicas.

Estes influenciadores, que antes eram vistos pelos profissionais de comunicação e marketing até mesmo com certa ironia, hoje em dia se tornaram uma ferramenta quase que obrigatória no planejamento de marcas que querem se consolidar.

Influenciadores, em resumo, são pessoas que através das suas opiniões convincentes sabem dialogar e convencer com facilidade outras pessoas. Pensando assim, é bem provável que a sua empresa tenha alguém – ou mais que uma pessoa – que se encaixe nessa definição.

O endomarketing.online preparou um texto sobre influenciadores e a importância da atuação deles na comunicação interna.

Boa leitura!


Influenciadores: quem são?

No mundo do marketing e da comunicação digital, um influenciador é uma personalidade que através da sua produção de conteúdo se torna relevante por conta das suas opiniões. Ou seja, seus seguidores tendem a consumir tudo aquilo que o influenciador representa e vende através do patrocínio de marcas.

Por isso, as marcas cada vez mais estão entendendo a importância e a relevância que este tipo de conteúdo criado por influenciadores tem no resultado das suas vendas e das suas campanhas de marketing.

As pessoas querem ouvir de outras pessoas e o famoso QI (quem indica) acaba se tornando crucial no momento da compra.

Uma pessoa que tem a capacidade de estimular novas ideias, desenvolver novos desejos de compra ou inspirar um novo estilo de vida é capaz de envolver os demais para mudanças, graças a sua desenvoltura autentica e, muitas vezes, feita através de uma comunicação simples.

Influenciadores que são líderes informais também possuem uma característica muito importante: sabem reconhecer e valorizar o trabalho do outro.

 


Influenciadores e Comunicação Interna

 

Mas como os influenciadores podem potencializar a comunicação interna das empresas?

Sim, influenciadores e blogueiros normalmente atingem o público-final, todos aqueles que consomem. Mas, caso você não tenha notado, sua empresa está cheia de influenciadores que além de não estarem recebendo nada a mais por serem líderes informais, assim mesmo continuam influenciando e ditando comportamentos sem nem perceber.

O pior é que é neste momento que você, como líder, está perdendo tempo.

Influenciadores dentro das empresas são pessoas com um poder de gestão nata, afinal, transitam entre diferentes setores e opiniões e conseguem equilibrar o ambiente através de conversas autenticas.

São vistos como pessoas muito responsáveis, sensatas e trabalham muito bem em equipe.

Influenciadores internos são aquelas pessoas que normalmente atuam como porta-vozes dos demais colegas e funcionários da empresa e suas ações são baseadas na empatia.

São pessoas que normalmente tem um grande conhecimento do produto ou serviço que a empresa presta e estão sempre querendo inovar buscando as melhores soluções não só referentes a função que desempenham, mas em um contexto geral de empresa.

Normalmente, estes funcionários exercem um papel de conciliador nas dificuldades e também atuam como consultores de diversos assuntos graças ao espírito colaborativo e a facilidade com quem se comunicam. Para eles, o propósito da empresa é algo intrínseco ao desempenho das suas funções.


Mas por onde começar?

Agora que você já sabe que sua empresa pode ter influenciadores, comece a pensar em nomes.

Estes influenciadores devem ser vistos como canais de comunicação entre a empresa e os funcionários. Afinal, é através deles que as informações podem ser repassadas sem ruídos e com o diferencial de serem transmitidas por alguém que está entre a maioria, ou seja, entre os funcionários e não em algum lugar hierarquicamente maior, como a diretoria.

Algumas empresas não admitem que informações sejam repassadas de maneira informal e estas acabam tão malvistas que são consideradas até mesmo fofocas de corredor.

Mas, de acordo com o estudo Disrupting the Function of IC – A Global Perspective de 2017, os funcionários dão muito mais valor e crédito a empresa quando as informações são repassadas por pessoas “como eles” – ou seja, funcionários com cargos mais baixos – do que ao ouvirem gerentes, executivos e diretoria.  Os dados recolhidos no estudo apontam uma porcentagem de 60% contra 37% quando se trata de informações repassadas informalmente contra informações do CEO.

Depois de identificar quem são as pessoas consideradas influenciadores dentro da sua empresa, é hora de dar os próximos passos.

Mas lembre-se: ao identificar seus influenciadores, preste atenção naqueles que mais se destacam dentro das equipes, mas também esteja atento àqueles que são mais tímidos. Afinal, estes também podem estar desempenhando um papel de líder informal, mas estão ainda mais longe dos holofotes.

Para estimular esse novo comportamento, busque promover as amizades dentro do ambiente de trabalho, a realização de cursos de liderança e de autorresponsabilidade, além de incentivar pausas durante o horário de trabalho para cafés e trocas de experiência. A gentileza entre as equipes também deve ser estimulada para o bom andamento dos trabalhos.

Também é válido disponibilizar sistemas que funcionam como uma rede social da empresa, pois nesses ambientes, os funcionários se sentem mais à vontade para expor suas ideias.

Procure entrosar as equipes e tenha em mente que são nesses momentos que os líderes informais mais se destacam, pois podem conversar de forma aberta e interagir com o único objetivo de transmitir informação e inspirar o restante dos profissionais. A confiança no trabalho destes influenciadores representa uma grande melhoria no clima organizacional.

Toda essa interação vai resultar em menos informações falsas ou incompletas e consequentemente, com mais informação, os colaboradores irão se desenvolver mais e as entregas profissionais serão maiores e melhores.

Acesse e confira a campanha Banco de Ideias, que estimula a interação e a troca de experiências em busca de projetos de melhorias sugeridas pelas equipes para o crescimento da empresa.


Conclusão

Os líderes informais são profissionais influenciadores que ajudam nos processos internos de comunicação da empresa, acalmando, incentivando e, mais importante, estando presentes no dia a dia – quando isso nem sempre é possível por líderes e gestores com cargos mais altos. Também podem ser responsáveis por feedbacks, graças ao modo como lidam com as pessoas.

As empresas não mudam, o que mudam são os profissionais que precisam se adaptar aos cenários, sejam eles econômicos, políticos ou do próprio mercado em que estão inseridos.

Poder contar com profissionais que possuem habilidade nata de influenciar decisões, comportamentos e atitudes é a certeza de que as equipes estarão mais focadas nos objetivos da empresa, afinal, o influenciador representa engajamento e comprometimento com a organização. Por isso é tão importante que no planejamento de endomarketing conste propostas de ações de engajamento com os influenciadores.

Identificar e trabalhar em conjunto com os profissionais que são influenciadores na comunicação interna, se torna uma estratégia poderosa da empresa.

O endomarketing.online disponibiliza campanhas prontas que auxiliam nas suas ações de endomarketing. Saiba mais clicando aqui!

E você, já sabe quem são os influenciadores da sua empresa? Já trabalha ou pretende incluir esta estratégia no seu negócio?

Deixe seu comentário.

 

 

 

assine o líder comunicativo e tenha campanhas de endomarketing prontas